OSM semanal # 448

12/02/2019-18/02/2019

Logo

16 mapeadores em trabalho de campo em Marikina, nas Filipinas 1 | © GOwin

[Categoria atual]

  • No dia 23 de março de 2019, uma ação denominada “Salve a Sua Internet”, contra a diretiva dos direitos de autor da UE, planeia-se manifestações em muitas cidades. No sábado, 16 de fevereiro, a primeira manifestação organizada espontaneamente com cerca de 1000 participantes teve lugar em Colónia, como relata o jornal Heise Online.
  • Julia Reda, membro do Partido Pirata alemão no Parlamento Europeu, publicou no seu Website os rascunhos atuais para os artigos 11 (Linksteuer/Presseleistungsschutzrecht) e 13 (UploadFilter) da nova diretiva de direitos de autor da UE. Ela espera que a votação seja realizada na sessão plenária do Parlamento entre 25 e 28 de março, a 4 de abril ou entre 15 e 18 de abril.
  • Num comentário sobre netzpolitik.org, Markus Reuter instiga à realização de ações contra a diretiva de direitos de autor da UE na vida real.

Mapeamento

  • Nuno Caldeira anunciou no seu Twitter o excelente trabalho efetuado pelo recém criado grupo de trabalho português do OpenStreetMap no Telegram com o mapeamento da ilha de Porto Santo, no arquipélago da Madeira. O grupo planeia desafios mensais de mapeamento, tal como este, para melhorar o OpenStreetMap em Portugal.
  • A decisão do StreetComplete Maker para criar desafios para a adição de valores padrão como foot=yes em highway=residential ou access=yes on amenity=playground causou longas discussões na lista de mail tagging e Fórum (de).
  • Tshedy apresentou no blogue MapLesotho, uma exposição em Avani Maseru, realizada com apoio da Junta do Condado de Fingal e da Action Ireland Trust. O “tremendo progresso registado no período entre 2013 a 2018 no Lesoto” foi retratado como imagem da semana na página principal da wiki.
  • GOwin escreveu um post de blogue sobre a primeira festa de mapeamento organizada por MapaTime em Marikina, nas Filipinas. Realizada com 16 mapeadores, esta foi a primeira atividade de campo de mapeamento desde 2016, a qual teve início bem cedo, às 6:30 da manhã. O post detalha a organização do evento.
  • A votação para a chave partidas=, a qual indica os horários de partida para qualquer paragem no trajeto, teve início. A proposta segue a recente aprovação da nova chave interval= para marcar o tempo entre partidas.
  • As votações para natural=isthmus, para etiquetar uma faixa de terra, delimitada por água em ambos os lados e conectando duas massas de terra maiores, e para natural=peninsula, recentemente foram iniciadas.

Comunidade

  • Stefan Keller critica a Mapzen e a Fundação Linux, que recentemente assumiu os projetos do Mapzen, por ocultar as principais fontes de dados, o projeto OpenStreetMap, nos seus anúncios públicos.
  • Christian criou um mapa online que exibe o uso de animais. No seu blogue explica (de) que está interessado na proteção dos animais, relacionado-a com dados abertos.
  • Chris Beddow e Daniela Waltersdorfer J. escreveram sobre a necessidade de mais mapeamento detalhado de limitações no blogue Mapillary.
  • A eleição para o Conselho EUA OpenStreetMap, que o weeklyOSM recentemente erroneamente apelidou de capítulo OSMF, vai começar em 25 de fevereiro e terminar a 28 fevereiro. Nomeações para o Conselho EUA OpenStreetMap estão abertas até domingo, 24 de fevereiro.

Eventos

  • Joost Schouppe está a promover o Mapathon Nacional Belga, que está programado acontecer a 27 e 28, em Bruxelas e a 30 de março em Louvain-la-Neuve.
  • O SotM-France 2019 terá lugar de 14 a 16 de junho, em Montpellier.

OSM Humanitário

  • HOT realizou recentemente um Workshop de Gerenciamento de Tarefas de Intervenientes em Washington DC, onde os objetivos de desenvolvimento para 2019 foram discutidos. O foco será tornar funcionais as equipas de utilizadores, agrupando-as em grupos adequados, com base nos antecedentes dos utilizadores, bem como nas características estatísticas para melhorar os projetos de mapeamento e sua qualidade de dados, a introdução de fluxos de trabalho de aprendizagem em mapeamento e a observação de usabilidade e fluxos de utilização.
  • HOT caracteriza um artigo de Peter Ward da Escola GAL em Cusco, Peru sobre a coleção Geodata para testar a sua hipótese de que caixotes de lixo mais próximos significa menos lixo no chão.

Mapas

  • Lukas Loos de HeiGIT introduz uma primeira versão beta do OpenStreetMap History eXplorer (ohsomeHeX). Usa o ohsome – Plataforma de Análise de Dados Históricos do OpenStreetMap para processamento paralelo na nuvem, com tecnologias de Big data como Apache Ignite, para agregar dados OSM, de um primeiro conjunto de selecionados, num conjunto mundial que mede grades hexagonais numa definição temporal configurável. O objetivo é permitir a exploração da história dos dados do OpenStreetMap no tempo e no espaço em escalas de variação. Outras melhorias estão no ciclo.
  • Utagawa Hiroshige é um dos grandes mestres da gravura japonesa. George criou um mapa baseado em OSM que geolocaliza “imagens impressionantes de grandes paisagens do Japão”, de Utagawa Hiroshige. Antoine Oury escreveu um artigo sobre o tema em ActuaLitté. (fr) (tradução automática)

Dados abertos

  • Em 13.02.2019, o governo do Estado de Brandemburgo, na Alemanha, aprovou um projeto de lei que altera a chamada lei de topografia e prevê no futuro o uso livre de geodados pelas autoridades de topografia. Com a emenda à lei, os Geodata digitais serão disponibilizados pela autoridade de levantamento de forma livre. A oferta cobre completamente quase 330 registos de dados digitais e serviços de dados. Estes incluem, por exemplo, fotografias aéreas de alta resolução, mapas de estradas e propriedades ou a representação de paisagens inteiras e modelos de elevação. Brandenburgo publica os seus dados abertos no portal da Internet DatenAdler.de sob a licença dl-zero-de/2.0.
  • A União Europeia lançou o terceiro Eudatathon. Os participantes, que são convidados a desenvolver aplicativos e visualizações usando dados abertos disponibilizados pela União Europeia, podem obter até 15000 euros.
  • Ellen Tannam publicou uma entrevista no sítio siliconrepublic.com com Séan Lynch, o homem por trás do projeto openlittermap.com. Na entrevista, ele explicou a sua motivação, os benefícios do modelo de dados abertos do OSM e as esperanças que ele tem no projeto, à luz da crise global de detritos.

Licenças

Software

  • No Twitter, Quincy Morgan apresentou uma pré-visualização de uma futura característica para o iD-Editor. Revelou também uma ferramenta de validação que aparece enquanto o utilizador está a editar. Em resposta a um inquérito da autoria de Pierre Béland, Quincy explica que, por exemplo, o upload de objetos sem a etiqueta area=yes serão bloqueados. Uma versão de teste está disponível aqui.
  • O WordPress plugin OSM de MiKa está disponível na versão 5. A partir desta versão, o plugin suporta o “editor clássico” e o novo “Editor Gutenberg”. MiKa implementou 200 novos ícones e também suporta o estilo humanitário do OSM.

Releases

  • O estilo principal do mapa de OSM “Carto”, recebeu mais uma atualização. Como o administrador Daniel Koć escreveu no seu diário OSM, a versão 4.20.0 adicionou a renderização de boundary=aboriginal_area e boundary=protected_area com protect_class=24. A nova versão também suporta ‘leisure=common`, elevou o brilho dos grandes edifícios e acrescentou suporte para setas OneWay para vias pedestres, ciclovias e caminhos, bem como uma variedade de outras melhorias.
  • OsmAnd foi publicado na versão 2.5 para o sistema iOS da Apple. A funcionalidade mais notável é o acesso à subscrição do OsmAnd Live. A aplicação pode ser descarregada da Loja de iTunes.

Sabia que…\Conhece…

  • Você já pode ter “tropeçado” em dados ficcionais no OSM. Agora poderá indicar os autores dos dados indesejados ao opengeofiction.net. Martijn van Exel pede ajuda para fazer crescer a sua cidade ficcional e conectá-la com o resto do mundo.
  • Seguindo a sua opinião que as bermas se tornam cada vez mais importantes, Daniela Waltersdorfer publicou um artigo sobre bermas, em que revela que acha que a sua importância é crescente, colocando a pergunta aberta com relação a mapeá-los no OSM e como passeios – ou bermas como devem ser nomeados corretamente – devendo ser adicionados ao OSM. Ela chama a atenção especial para pontos de transição, ou seja, onde os bermas são reduzidas, uma vez que estas são características importantes para peões, ciclistas e, especialmente, para aqueles com mobilidade reduzida. No Twitter, Tobias Jordans traz no visualizador/editor de faixas de estacionamento em zlant. github. IO como as bermas rebaixadas desempenham um papel quando se consideram possibilidades de estacionamento.
  • … as descrições complementares da etiquetagem de superfície das rotas de tráfego, resultam da proposta original de Marek_kleciak?
    Em 2018 Tomasz_W preparou as propostas para a area: highway= pedestrian, footway, path e cycleway.

OSM nos média

  • O Berliner Morgenpost usou a ferramenta de Hans Hack para um quiz e usa uma infografia para consultar os locais de Berlim, com base nos contornos de construções existentes a partir dos dados do OSM.

Outras coisas “geo”

  • Mapbox publicou um resumo de impacto na comunidade para 2018, que destaca o engajamento social e detalha alguns dos 167 projetos sem fins lucrativos apoiados.
  • Listverse.com mostra dez áreas no Google Maps onde as fronteiras entre estados não são claras.
  • Os utilizadores do ArcGIS online da ESRI já contribuíram com dados vetoriais e imagens aéreas para os fundos dos mapas (“Community Maps”). Agora, o ESRI também permite que os utilizadores editem esses dados com um editor. O processo de revisão leva uma semana e a inclusão no banco de dados principal leva até três semanas. Escusado será dizer que o OSM é um pouco mais rápido.
  • O New York Times usa a API Openrouteservice para confirmar as distâncias a pé das principais estações de metro, em Nova York, para a sua peça analítica “Onde o Metro limita os nova-iorquinos com deficiências
  • Dmitry Filippov um estudante em “tecnologia da informação e matemática aplicada” do Instituto de Aviação de Moscovo (Universidade Nacional de Pesquisa) criou uma startup, “Heavy geeks”, onde transferiu o mapa de todo o mundo real para o jogo “Parallel 42”.

Próximos eventos

Onde O quê? Data País
Pádua FOSS4G-IT 2019 (OSMit2019) 2019-02-20-2019-02-24 italy
Greater Vancouver area Metrotown mappy Hour 2019-02-22 canada
Biella Incontro mensile 2019-02-23 italy
Manila 【MapaTime!】 @ co.lab 2019-02-23 philippines
Karlsruhe Karlsruhe Hack Weekend February 2019 2019-02-23-2019-02-24 germany
Rennes Créer ses propres cartes avec uMap 2019-02-24 france
Bremen Bremer Mappertreffen 2019-02-25 germany
Digne-les-Bains Conférence « Communs numériques – Cartes sensibles » 2019-02-26 france
Viersen OSM Stammtisch Viersen 2019-02-26 germany
Düsseldorf Stammtisch 2019-02-27 germany
Ludwigshafen am Rhein Mannheimer Mapathons – Stadtbibliothek LU 2019-02-27 germany
Zurique Missing Maps Mapathon Zurich 2019-02-27 switzerland
Lübeck Lübecker Mappertreffen 2019-02-28 germany
Leoberdorf Leobersdorfer Stammtisch 2019-02-28 austria
Montrouge Rencontre des contributeurs de Montrouge et alentours 2019-02-28 france
Minsk byGIS Meetup 2019-03-01 belarus
Amagasaki IODD:尼崎港線アーカイブダンジョン 2019-03-02 japan
Wuppertal [Wuppertaler Opendata Day] 2019-03-02-2019-03-03 germany
Londres Missing Maps London Mapathon 2019-03-05 uk
Estugarda Stuttgarter Stammtisch 2019-03-06 germany
Praha/Brno/Ostrava Kvartální pivo 2019-03-06 czech republic
Dresden Stammtisch Dresden 2019-03-07 germany
Nantes Réunion mensuelle 2019-03-07 france
Ivrea Incontro mensile 2019-03-09 italy
Oslo OSM-beer 2019-03-08 norway
Rennes Réunion mensuelle 2019-03-11 france
Zurique OSM Stammtisch Zurich 2019-03-11 switzerland
Taipé OSM x Wikidata #2 2019-03-11 taiwan
Lyon Rencontre mensuelle pour tous 2019-03-12 france
Salt Lake City SLC Mappy Hour 2019-03-12 united states
Arlon Espace public numérique d’Arlon – Formation Initiation 2019-03-12 belgium
Munique Münchner Stammtisch 2019-03-13 germany
Dresden FOSSGIS 2019 2019-03-13-2019-03-16 germany
Berlim 129. Berlin-Brandenburg Stammtisch 2019-03-14 germany
Escócia Edinburgh 2019-03-19 uk
Portmarnock Erasmus+ EuYoutH_OSM Meeting 2019-03-25-2019-03-29 ireland
Montpellier State of the Map France 2019 2019-06-14-2019-06-16 france
Angra do Heroísmo Erasmus+ EuYoutH_OSM Meeting 2019-06-24-2019-06-29 portugal
Minneapolis State of the Map US 2019 2019-09-06-2019-09-08 united states
Edimburgo FOSS4GUK 2019 2019-09-18-2019-09-21 united kingdom
Heidelberg Erasmus+ EuYoutH_OSM Meeting 2019-09-18-2019-09-23 germany
Heidelberg HOT Summit 2019 2019-09-19-2019-09-20 germany
Heidelberg State of the Map 2019 (international conference) 2019-09-21-2019-09-23 germany
Grand-Bassam State of the Map Africa 2019 2019-11-22-2019-11-24 ivory coast

Nota: Se pretender ver o seu evento aqui, por favor coloque-o no calendário. Só dados lá colocados aparecerão no weeklyOSM. Por favor, verifique o seu evento na nossa pré-visualização pública, e corrija-a se necessário.

Este semanárioOSM foi produzido por Elizabete, Nakaner, NunoMASAzevedo, Rogehm, SunCobalt, derFred, geologist, lucaslasota.