semanárioOSM 338

03/01/2017-09/01/2017

    Logo

    Novas possibilidades de roteamento para cadeiras de rodas 1 |

Mapeamento

  • Regio OSM, um verificador de integridade para endereços, verifica agora 1702 comunidades e muitas cidades na Alemanha, um dos 11 países onde esta ferramenta pode ser usada.

  • Uma combinação interessante de OpenData e OSM para melhorar os dados OSM sobre escolas no Reino Unido. Um inconveniente é que só existe link direto para o iD, embora o JOSM possa ser aberto através deste. 😉

  • Pascal Neis descreve as ferramentas que utiliza para verificação de qualidade (QA) no OSM:

  • Arun Ganesh mostra a importância da etiqueta wikidata=* com um exemplo da cidade de Manali no norte da Índia. Na sua contribuição, realça as possibilidades de melhorar o OSM com mais informação do Wikidata, Wikimedia Commons e WikiVoyage, além de salientar como utilizar Wikidata com ferramentas Mapbox.

  • O equipa de Operações OSM anunciou uma nova funcionalidade na página principal do mapa: Tracks GPS Públicas.

  • Tom Pfeifer pergunta como as modernas formas de cooperação, partilha de locais de trabalho e equipamentos na forma de espaços de colaboração devem ser etiquetados.

  • Chris usa o AutoHotKey (Windows) e JOSM para otimizar o seu modo de mapeamento. Faz uma demonstração em vídeo, enquanto traça edifícios.

  • O utilizador rorym mostra o porquê de ser útil não fazer edições mecânicas mas antes "olhar para a zona e verificar outros erros!"

Comunidade

Fundação OpenStreetMap

Eventos

  • Klaus Torsky relata (de) (tradução automática) sobre a última FOSS4G na Alemanha. Aponta para uma entrevista (en) com Till Adams a mente por detrás da organização do FOSS4G em Bonn.

  • Um evento de mapeamento ocorreu em Tombuctu entre 7 e 9 de janeiro.

OSM Humanitário

  • Kizito Makoye noticia sobre a iniciativa da administração da cidade de Dar es Salaam, Tanzânia, nas zonas de cheias de regiões pobres como através de drones Tandal. O projeto Ramani-Huria suporta isto ao implementar os dados obtidos em mapas baseados em OSM. Esta e outras medidas visam melhorar as condições de vida e infraestruturas em zonas pobres.

Mapas

switch2OSM

  • A Uber utiliza OpenStreetMap. Grant Slater espera que esta contribua para os dados OSM.

Software

  • A ajuda da Wikimedia explica como utilizar o ID Wikidata para mostrar contornos de objetos OSM em mapas Wikimedia.

  • O utilizador Daniel escreve sobre o último lançamento da Open Source Routing Machine (version 5.5) e como se tornou mais fácil configurar um servidor de trajetos privado. Partilha alguma documentação relacionada.

Releases

Sabia que…\Conhece…

  • … os extratos atualizados diariamente por Netzwolf?

  • … o seu próximo destino de férias? Se sim, então o mapa com imagens georeferenciadas da Wikimedia Commons é ideal para se informar à partida.

  • … o navegador GPS uNav para smartphones Ubuntu? Esta app baseada em OSM está agora disponível na versão 0.64 para o sistema operativo Ubuntu Mobile (OTA-14).

OSM nos média

  • Tracy Staedter (Seeker) explicou os mapas de Geoff Boeing. Chama à sua ferramenta de visualização OSMnx (OSM + NetworkX). A ferramenta pode recriar as características físicas das ruas de cada cidade numa grelha a preto e branco, mostrando impressionantes desenvolvimentos históricos. Boeing diz, "As cartas ajudam a mudar opiniões ao demonstrar às pessoas que a densidade de uma cidade não é necessariamente má."

Outras coisas “geo”

  • A Open Traffic Partnership (OTP) é uma iniciativa em Manila, Filipinas que tem por objetivo utilizar dados GPS anonimizados para analisar congestão de tráfego. A parceria levou a uma plataforma de fonte aberta – o OSM é representado pela Mapzen – que permite a países em vias de desenvolvimento, registar e analisar padrões de tráfego. Alyssa Wright, presidente da Fundação US OpenStreetMap, disse: "A parceria procura melhorar a eficiência e eficácia do uso e oferta de transportes globais através de dados abertos e capacidade de expansão".

  • É assim que a projeção Mercator distorce os polos.

  • Treepedia, desenvolvida pelo Senseable City Lab do MIT e World Economic Forum, fornece uma visualização de cobertura de arvoredo em 12 principais cidades incluindo Nova Iorque, Los Angeles e Paris.

Próximos eventos

Este semanárioOSM foi produzido por Peda, Rogehm, Spec80, TheFive, derFred.

3 thoughts on “semanárioOSM 338

Comments are closed.